Notícias

SBMO com nova Identidade Visual
15.09.2014



A partir das respostas a um questionário online enviadas pelos sócios, e entrevista com alguns participantes, chegou-se a 4 imperativos, que guiaram o desenvolvimento da nova identidade. São eles:

1. A Sociedade é, antes de tudo, uma fomentadora de espaços de integração, quer seja através dos eventos que organiza quer seja através da revista que publica. Esse caráter é, portanto, um dos principais sentidos que a nova identidade visual deve buscar comunicar.

2. Vários dos pesquisadores apontaram a importância dos vínculos afetivos que se estabelecem entre os participantes a cada evento. Fala-se de um ambiente de fraternidade, de amizade, de um grupo onde todos meio que se conhecem. Algo dessa relação deve estar necessariamente presenta na identidade.

3. Há uma preocupação sobre a baixa penetração da Sociedade entre estudantes e pesquisadores mais jovens. Em paralelo, há a preocupação de que nem todos os membros participam e tiram proveito tanto quanto poderiam.

Por esses dois pontos, acredita-se que a identidade deva buscar uma linguagem que transmita noções de acessibilidade, transparência, e, desde que não entrando em conflito com outros imperativos, ludicidade.

4. As pesquisas dos membros lidam com ciência e tecnologia de ponta. A identidade deve portanto buscar se apresentar de maneira moderna e dinâmica, com cuidado, no entanto, para fazê-lo sem contradizer o fato de que a Sociedade não é recém-nascida e já conta com bastante “tempo de mercado”.

Adicionalmente, considerando que as áreas de estudo são bastante amplas, deve-se evitar referências diretas a uma ou outra tecnologia que alienem o que se deixou de fora.

Com base nos 4 imperativos, os sócios escolheram a nova identidade visual da SBMO durante a Assembleia Geral, realizada em Curitiba no MOMAG 2015:

O conceito central é comunicação, sugerido por dois semicírculos abertos um ao outro, como que em diálogo.

Também nesta imagem surge o conceito de um espaço onde se permite ocorrer a integração entre entes.

Por fim, o traço  mínimo, geométrico, traduz na logomarca um caráter de modernidade e pensamento racional, ideias próximas a uma sociedade de pesquisa científica e tecnológica.